Tesla planeia aumentar substancialmente o preço dos seus carros quando tiver autonomia total em funcionamento

Em mais uma noite de tweets, Elon Musk disse que a Testa irá mudar a forma como vende os seus veículos elétricos assim que tiver resolvido o problema da condução autónoma.

Inicialmente, pensou-se que Musk estava a dizer que a Tesla iria deixar de vender veículos assim que os carros fossem capazes de uma condução totalmente autónoma, sem a intervenção de um humano ao volante. A ideia por trás desta decisão seria a valorização dos atuais veículos. Musk insiste que um Tesla é um produto com um valor que vai além do que é pedido no ato da compra, dado que tem o potencial para vir a ser usado por quem compra enquanto um táxi autónomo. Aliás, Musk previu já várias vezes que um Tesla seria capaz de providenciar rendimentos na casa dos 300 mil dólares ao longo da sua vida útil enquanto táxi autónomo.

Esta noite, numa troca de tweets, inicialmente Musk deu a entender que os consumidores tinham um prazo limitado para poderem comprar Teslas antes de se dar a revolução da autonomia total. 

Mais tarde, o CEO da Tesla esclareceu que os consumidores poderão continuar a comprar veículos Tesla mas que os preços irão aumentar.

O que ainda não se sabe é a linha temporal destes planos, mas tendo em conta que a Tesla já adiou várias vezes a condução autónoma total é bem provável que nada disto venha a acontecer em breve. A condução autónoma sem qualquer intervenção humana é um problema muito mais difícil de resolver do que ter um carro a conduzir-se numa autoestrada.

Márcio Florindo

Foi jornalista de tecnologia durante 15 anos e mais recentemente dedicou-se aos temas da mobilidade elétrica e energias renováveis. É apaixonado por ciência desde que se lembra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *