Fiat Chrysler investe 700 milhões para construir Fiat 500 elétrico

Depois de anos com uma abordagem de desinteresse e ceticismo relativamente aos carros elétricos, a Fiat Chrysler (FCA) parece estar finalmente a mudar de rumo. A marca anunciou que vai investir 700 milhões de euros na sua fábrica de Turin para começar a produzir a nova versão do Fiat 500 elétrico a partir do segundo trimestre de 2020.

A empresa planeia dedicar 1200 pessoas à construção do novo Fiat 500 elétrico e produzir 80 mil destes carros anualmente

Um passo à frente

Esta não é a primeira vez que a FCA fabrica o Fiat 500 elétrico. Em 2013, a FCA começou a vender o Fiat 500e nos EUA, em locais como a Califórnia e Oregon, onde a lei obriga os fabricantes a vender veículos elétricos. Todavia, a FCA nunca vendeu o carro de boa vontade, indo ao ponto até de dizer às pessoas que não o comprasse porque perdiam dinheiro com cada unidade vendida. 

O modelo de 2013 estava equipado com uma bateria de 24 kWh com arrefecimento ativo a líquido e tinha uma autonomia máxima de 140 km. Ainda não se sabem detalhes sobre a nova versão, mas tendo em conta o tamanho diminuto deste carro é provável que a FCA o venha a equipar com uma bateria de 30 ou 40 kWh.

Foto: Mr.choppers , CC BY-SA 3.0, Hiperligação

Márcio Florindo

Foi jornalista de tecnologia durante 15 anos e mais recentemente dedicou-se aos temas da mobilidade elétrica e energias renováveis. É apaixonado por ciência desde que se lembra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *