Dia Mundial do Ambiente: faça por si e pelo planeta

Hoje celebra-se o Dia Mundial do Ambiente, uma data que pretende alertar para a necessidade de proteger a natureza e garantir a sobrevivência da espécie humana.

O tema para o Dia Mundial do Ambiente deste ano é a Poluição Atmosférica. A ONU apela a que as pessoas façam alguma coisa para melhorar o mundo à sua volta. Isto pode ser uma ação local, nacional ou mundial.

Um bom exemplo de uma ação local é trocar o automóvel pelo transporte público. E se vive nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, andar de transporte público faz cada vez mais sentido. Neste momento, o passe custa apenas 40 euros e permite viajar em todas as empresas que operam em toda a área metropolitana de Lisboa e do Porto. Andar de transportes públicos é bom para a carteira e para o ambiente.

Sabia que:

Faça por si e pelo planeta

Greta Thunberg tem apenas 16 anos mas já é considerada como uma das mais influentes ativistas ambientais do mundo. Ser ativista certamente que não é para todos, mas todos nós temos o poder – e o dever – para fazer algo pelo planeta. E os pequenos gestos ajudam bastante:

  • Ande a pé, de bicicleta ou de transporte público e deixe o carro em casa: vai evitar a emissão de muitas toneladas de CO2 por ano.
  • Diminua o consumo de carne: a indústria da carne é uma das principais responsáveis pelas emissões de CO2 a nível mundial. Se comer carne apenas uma vez por semana, já está a contribuir para diminuir significativamente as emissões de CO2.
  • Plante uma árvore: as Filipinas estão a trabalhar numa lei que, se for aprovada, irá requerer que os estudantes plantem 10 árvores para se poderem formar.
  • Evite andar de avião: a indústria da aviação ficou de fora do Acordo de Paris mas é urgente diminuir drasticamente o número de viagens que todos os dias se realizam no planeta. Os aviões são um dos principais produtores de CO2 do mundo.

Quais são as suas dicas para diminuir a pegada ecológica no planeta?

Márcio Florindo

Foi jornalista de tecnologia durante 15 anos e mais recentemente dedicou-se aos temas da mobilidade elétrica e energias renováveis. É apaixonado por ciência desde que se lembra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *