Carros elétricos vão emitir ruído a partir de 1 de julho

É já no dia 1 de julho que entra em vigor a diretiva Europeia que obriga os veículos elétricos a emitir ruído para avisar os peões da sua presença. A partir desta data, para serem aprovados e poderem circular, todos os veículos elétricos têm de estar equipados com um sistema de aviso sonoro de veículos, ou AVAS. A partir de 2021, a regra passa a aplicar-se também a veículos híbridos.

Este ruído tem de ser emitido por todos os carros que circulem a velocidades de até 20 km hora para avisar os peões. O ruído tem de ter, no mínimo, 56 decibéis, ou o equivalente a algo entre uma conversa em casa e o barulho de um frigorífico. No máximo, não podem ultrapassar os 75 decibéis, o que equivale ao ruído de um carro a combustão convencional.

O ruído tem de ir aumentado se o carro estiver a acelerar, ou diminuindo se estiver a travar para que os peões possam saber só pelo feedback sonoro se há um carro a aproximar-se de si sem parar ou não. O objetivo desta norma é avisar os peões da existência de um carro elétrico perto de si, para evitar acidentes.

O que a lei não define é o tipo de som que o veículo elétrico tem de produzir, pelo que, pelo menos teoricamente, os fabricantes são livres de equipar os seus veículos com ruídos futuristas e totalmente diferentes do que um carro produz.

Márcio Florindo

Foi jornalista de tecnologia durante 15 anos e mais recentemente dedicou-se aos temas da mobilidade elétrica e energias renováveis. É apaixonado por ciência desde que se lembra.

One thought on “Carros elétricos vão emitir ruído a partir de 1 de julho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *