7 dicas para poupar dinheiro e ser ecológico

Hoje publicamos mais 7 dicas para o ajudar a ser mais amigo do ambiente e a poupar dinheiro no fim do mês. Se ainda não leu, confira as nossas 6 dicas que publicámos recentemente sobre este mesmo tema.

Não compre garrafas de água

Há quem chame à água engarrafada o maior truque de marketing do século. Mas mesmo que não seja, não há qualquer razão para consumir água engarrafada. Está a gastar dinheiro desnecessariamente e a contribuir para a poluição provocada pelo plástico. Se não gosta do sabor da água em sua casa, considere comprar um jarro com filtro de carvão, como é o caso dos jarros Brita (ou este link para a loja Amazon Espanha).

E se precisar de transportar um água consigo, opte por comprar uma garrafa reutilizável, de um material resistente como é o caso do aço. A Pop, por exemplo, está disponível em três cores e em dois tamanhos (veja aqui para a loja Amazon do Reino Unido ou aqui para a da Amazon Espanha).

Gaste apenas a eletricidade necessária

Uma forma de poupar bastante eletricidade se usa chaleira elétrica é medir a água de que precisa, em vez de a encher de forma aleatória. Por exemplo, quer ferver água para fazer chá? Coloque água na chávena e depois despeje a chávena na chaleira. Assim, garante que só gasta a energia necessária para o seu chá, e não para água que depois não vai ser usada mas que teve de ser fervida na mesma.

Leve os seus próprios sacos quando for às compras

Uma das melhores coisas que pode fazer pelo ambiente é usar sacos reutilizáveis. Assim, evita o desperdício mas também pagar por um saco de plástico. Mas atenção: um saco reutilizável consome mais recursos que um de plástico. Por isso, tenha em conta que é preciso usá-lo durante vários anos para que compense os recursos e energia extra que são utilizados no seu fabrico. Estime-o.

Freecycle

Tem móveis, livros, eletrodomésticos lá em casa para os quais já não tem utilidade? Considere doá-los através da rede www.freecycle.org. O objetivo desta rede é diminuir a quantidade de lixo produzido, dando uma segunda oportunidade de vida a objetos que já não queiramos.

Evite trocar de smartphone com frequência

Os smartphones estão cada vez mais caros, pelo que evitar comprar um todos os anos, ou de dois em dois anos significa uma poupança significativa na sua carteira. Por outro lado, está a poupar nas emissões de CO2. Estima-se que o fabrico de um destes telefones seja responsável por 16 a 22kg de dióxido de carbono. Mais grave é o facto de serem necessários diversos materiais tóxicos que destroem o meio ambiente. Por fim, estender a vida ao máximo do seu smartphone significa, também, evitar contribuir para o problema do lixo eletrónico.

Use o modo Eco da máquina de lavar

Se comprou uma máquina de lavar louça nos últimos anos, use o modo Eco. Este modo poupa bastante na água e eletricidade consumidas por cada lavagem, o que ajuda o ambiente e a carteira. Dica: não se esqueça de retirar os restos maiores de comida antes de colocar a louça da máquina. Todavia, evite passar a louça por água antes de a colocar na máquina. É desnecessário e aumenta o gasto de água.

Lavar louça e roupa só com máquinas cheias

Para ser o mais eficiente possível, coloque as máquinas da louça ou roupa a lavar apenas se estiverem cheias. Assim, poupa na água e na energia. Uma máquina de lavar roupa gasta, em média, 45 litros por lavagem. Numa máquina de lavar louça, este valor pode chegar aos 16 litros.

Nota legal: os links Amazon foram criados através da nossa conta de afiliado, pelo que se optar por comprar algum destes produtos o Verde Sustentável ganha uma pequena comissão sobre essa venda. Isto não tem qualquer custo para os nossos leitores.

Márcio Florindo

Foi jornalista de tecnologia durante 15 anos e mais recentemente dedicou-se aos temas da mobilidade elétrica e energias renováveis. É apaixonado por ciência desde que se lembra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *