5 dicas para maximizar a saúde da bateria do seu carro

De um modo geral, um veículo elétrico (VE) é simples de manter. Ainda assim, existem algumas boas práticas que é preciso observar para manter a bateria do seu carro de boa saúde. Isto deve-se à tecnologia usada neste momento, a dos iões de lítio. A química destas baterias tem algumas particularidades, e requer um tipo de manutenção específico

Evite carregar a 100% ou descarregar totalmente a bateria

Se quiser prolongar ao máximo a vida útil da bateria do seu carro, evite carrega-la a 100% a não ser que planeie fazer uma viagem longa. Para o dia-a-dia, o ideal é não carregar a mais do que 70 ou 80%. A maioria das marcas manter a carga das baterias entre os 30 e os 80% para uma utilização diária, dado que estes valores representam um bom compromisso entre autonomia e saúde da bateria.

Do mesmo modo, circular com o VE até descarregar totalmente a bateria também não é aconselhável. Assim, evite circular com uma carga de bateria de 10% ou menos.

Não deixe o carro estacionado com a bateria a 100%

Esta dica também está relacionada com a anterior e com a forma como as baterias de iões de lítio operam. Se precisar de efetuar uma viagem longa e, por conseguinte, carregar o carro a 100%, veja se o seu VE tem a possibilidade de programar o horário de carga. Assim, pode programar o carro para acabar de carregar um pouco antes de sair de casa, e diminuir o tempo que a bateria está nos 100% de carga.

Tenha atenção às temperaturas muito altas

A temperatura do ar afeta a temperatura de operação da bateria, principalmente quando o carro em questão não tem um mecanismo ativo de controlo da temperatura – como é o caso dos Nissan Leaf.

As temperaturas altas podem acelerar a degradação das baterias de iões de lítio e encurtar o seu tempo de vida útil. É por isso que nos Nissan Leaf mais recentes, que continuam a não ter um sistema ativo de controlo de temperatura, a velocidade de carga rápida diminui se forem efetuadas várias cargas rápidas sucessivas – carregar a bateria nos carregadores rápidos produz muito calor, muito mais do que carregar a bateria numa tomada doméstica.

Estacionamentos prolongados

Se vai de férias, o ideal é programar o carro para não ultrapassar uma carga de 40 ou 50% e deixá-lo ligado à tomada. Se não puder fazê-lo, tenha em conta que um veículo elétrico estacionado continua a consumir alguma energia, mesmo que todos os seus sistemas estejam desligados. Assim, é natural e normal que ao fim de uma semana o estado de carga da bateria seja menor do que quanto estacionou o carro. Planeie com antecedência, para não ter um carro completamente descarregado quando regressar.

Cargas rápidas

Os carregadores rápidos devem ser vistos como um recurso a usar apenas quando estamos a fazer uma viagem. Usar com frequência os carregadores rápidos pode encurtar o tempo de vida útil da bateria. O calor é o maior inimigo da sua bateria, e ligar o carro a um carregador rápido produz muito mais calor do que liga-lo a uma tomada doméstica.  

Márcio Florindo

Foi jornalista de tecnologia durante 15 anos e mais recentemente dedicou-se aos temas da mobilidade elétrica e energias renováveis. É apaixonado por ciência desde que se lembra.

One thought on “5 dicas para maximizar a saúde da bateria do seu carro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *